Proteção de Firewall, Software ou Hardware e seu Funcionamento

Proteção do Firewall

Firewall é termo muito comum atualmente, com o destaque da segurança digital em evidência. A metáfora já sugere o significado do termo firewall, que é barreira de proteção que auxilia no bloqueio do acesso de conteúdo malicioso, porém sem impedir que os dados que necessitam transitar continuem a fluir.

A palavra em inglês se resume ao nome das portas anti-chamas utilizadas em passagens para as escadarias nos prédios. Em informática, os firewalls são aplicativos ou equipamentos que permanecem entre um link de comunicação e um computador, com checagem e filtro de todo fluxo de dados.

Este tipo de solução atende tanto aplicações de empresas, como também para domiciliar, com proteção não apenas à integridade dos dados na rede, como à confidencialidade dos mesmos. E a SISGRACOM atende com proteção e segurança destinada aos clientes com a solução firewall.

Firewall em Forma de Software ou Hardware

As aplicações com a função de firewall já integram qualquer sistema operacional moderno, com garantia da segurança do PC, do momento em que é ativado pela primeira vez. Além destes convencionais trabalhamos com Equipamentos dedicados de forma a Monitorar e proteger a Rede e até mesmo evitar que vírus ou mesmo descuido de um funcionário deixem as informações da empresa vazar;

O trabalho dos firewalls é de acordo com regras de segurança, fazendo com que pacotes de dados que permanecem dentro das regras tenham aprovação, enquanto os demais nunca chegam para destino final.

E mais do que o firewall com presença em cada máquina, é muito comum o uso das empresas por computadores específicos que atuam como tipo de guardião de uma rede, com filtro de todo trânsito de dados entre PCs locais e o ambiente mais hostil que são os usuários descuidados de internet, protegemos os próprios funcionários e usuários da rede corporativa deles mesmos;

Ao utilizar um Computador específico de Firewall elaborado pela Sisgracom com regras baseadas no perfil dos sistemas e softwares que a empresa utiliza, é possível até mesmo aplicação de regras exclusivas, como “a máquina x pode realizar envio de arquivos por FTP livremente, e todas as demais ficam limitadas somente a downloads”, ou uma utilizar um determinado sistema que se comunica com transportadoras e outros não;

Em ambas as situações, todas estas regras podem ser personalizadas de maneira livre, com permissão que o protocolo de segurança seja alterado segundo as necessidades dos clientes.

Mais uma medida bastante utilizada são filtros por portas e aplicativos. Através destes, o firewall pode determinar, de forma exata, os programas do computador que terão acesso ao link de internet ou não.

E as portas de comunicação também podem ser gerenciadas da mesma maneira, com permissão que portas mais visitadas por malware tenham bloqueio terminantemente.

Os firewalls em forma de hardware se resumem aos equipamentos específicos para esta finalidade e são usados mais geralmente, nas aplicações empresariais.

A vantagem do uso de equipamentos desta categoria é que o hardware é exclusivo, em substituição do compartilhamento de recursos com outros aplicativos. Assim, o firewall pode ser capaz do tratamento de mais requisições e aplicar filtros com mais agilidade.

Parte considerável de roteadores de rede domiciliar em disposição também possui algum tipo de aplicação de firewall. Uma das mais básicas é controle em relação aos computadores que permaneçam habilitados a se conectar na rede, e assim, o Wi-Fi não é utilizado sem permissão.

Funcionamento do Firewall

A ação do firewall é semelhante à espécie de barreira com verificação de quais dados podem passar ou não passar. Esta função apenas pode ser realizada mediante estabelecimento de políticas, ou seja, regras. De forma mais restritiva, o firewall pode estar configurado para bloqueio de todo e qualquer tráfego em computador ou em rede.

A complicação é que esta condição isola este computador ou rede, logo, é possível criar uma regra para que, em exemplo, todo aplicativo espere autorização do usuário ou administrador pra liberação do acesso. Esta autorização poderá ser ainda permanente, se uma vez passada, os próximos acessos serão de forma automática, permitidos.

De maneira mais versátil, um firewall pode ter configuração para permitir de modo automático, o tráfego de certos tipos de dados, como requisições HTTP, de Hypertext Transfer Protocol – protocolo utilizado para acessar páginas Web, e para bloqueio de outras, como serviços de e-mail, redes sociais e outras;

É interessante notar nestes casos, que as políticas de um firewall tem base, de modo inicial, em 2 princípios, que todo tráfego é bloqueado, a exceção do que está explicitamente autorizado. O segundo princípio é que todo tráfego é permitido, a exceção do que está explicitamente bloqueado.

Os firewalls mais avançados podem ter maior eficiência, com direcionamento de certo tipo de tráfego para sistemas de segurança interno, mais específicos, ou propondo reforço extra nos procedimentos de autenticação e usuários, como exemplo.

O termo load balance é interessante, relacionado ao balanceamento de carga, recurso que permite uso de mais de um link de internet, de modo simultâneo. O sistema sorteará algumas conexões de determinados usuários para cada link, proporcionando 2 efeitos interessantes. A SISGRACOM tem prontidão para atendimento aos clientes, através da solução firewall, load balance para o tráfego seguro de sua rede, sem abuso seja dos usuários internos ou intrusos que tentarão quebrar o sigilo e segurança da rede interna;

A SISGRACOM, sempre está empenhada em melhor atender seus clientes tanto na implantação até a finalização dando todo o suporte necessário.

Links do Site

Informações

  • Perguntas frequentes
  • Termos e condições
  • Politica de privacidade
  • Planos
  • Serviços